O trabalho de psicanálise com crianças utiliza-se da técnica lúdica, com o uso de brinquedos, jogos e desenhos. O brincar abre uma via de acesso à expressão da realidade psíquica da criança, seus medos, fantasias, sentimentos e desejos. Além de disto, permitir o contato com os pequenos e ajuda no entendimento das suas angústias e conflitos.

O contato inicial com os pais e em muitos momentos do atendimento da criança, é de fundamental importância nesse processo.

Muitas são as situações em que uma criança pode se beneficiar de um trabalho psicanalítico, algumas dentre elas: medos, angústias, dificuldades escolares, de vínculos, nos relacionamentos, dificuldades de sono, alimentação, irritabilidade, hiperatividade, agitação excessiva, controles dos esfíncteres, problemas na interação, falta de atenção, dificuldade de concentração, entre outros.

O trabalho também pode ser de prevenção, inclusive na relação pais/bebê, no sentindo de evitar que conflitos e sintomas sejam cristalizados, evitando o sofrimento emocional do bebê/criança, inclusive na identificação precoce de sinais de autismo infantil.