Setembro Amarelo

 em Artigos

O dia 10 de setembro de cada ano, foi a data oficial escolhida pela International Association for Suicide Prevention –  para o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, que busca a conscientização na prevenção ao suicídio.

No Brasil, desde 2015, foi criada a campanha “setembro amarelo”, por iniciativa do CVV – Centro de Valorização da Vida, CFM – Conselho Federal de Medicina e ABP – Associação Brasileira de Psiquiatria.

O objetivo é de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção.

A campanha contribui para que o problema possa ser pensado e falado, além de auxiliar na identificação dos sinais de quem tenta tirar sua própria vida.

As motivações para o suicídio são inúmeras e complexas, envolvem aspectos de diferentes ordens: pessoais, sociais, culturais e ao mesmo tempo singulares.

Muitas pessoas buscam a interrupção de um sofrimento insuportável e a morte pode ser um impulso abrupto para se livrar desses sentimentos intoleráveis e desagradáveis.

É preciso um espaço de acolhimento das angústias e sofrimentos das pessoas com ideias suicidas. Há dados que indicam que muitos casos de suicídio poderiam ser evitados se pudessem ser encaminhados para tratamento.

A Psicanálise com sua escuta particular, pode contribuir para o atendimento de quem vive essa situação, procurando atenuar e conter essas angústias, dores, sofrimentos. Oferece uma possibilidade de transformação, que gradualmente vai permitindo ao paciente ir se aproximando desses sofrimentos, lidar com o conflito de vida e morte, se reaproximar da parte que quer viver e quem sabe a possibilidade de mudança da ideação suicida.

Certamente não é a única forma de auxílio, mas pode emprestar o seu olhar vivo e atento a esse momento em que lidar com os afetos dolorosos e intoleráveis está muito insuportável. Também pode se associar a outras formas de tratamento.

Photo by Kyle Cottrell on Unsplash

Postagens Recentes

Deixe um Comentário